Recordar Angola. Fotografias e histórias. Books and photos, livros e memórias

Ambriz, Ambrizente, Benguela, Caála,Cabinda,Caconda,Camambatela, Cambambe, Carmona(Uíge),Catumbela,Cela,Chiloango,Chingorói,Chinguar,Cubal,Cuchi,Cuíto,Cuma, Cunene, Dirico, Dondo, Dundo,Gabela,Ganda,Camacupa Saurino,Landana,Lobito,Longonjo,Luacho,Luanda, Luso, Malanje,Mavinga, Moçâmedes(Namibe), Moxico, Mussungue, Negage, Nova Lisboa (Huambo),Nova Sintra(Catabola), Novo Redondo (Sumbe),Ongiva,Porto Alexandre,Porto Amboim,Ruacaná,Lubango,Salazar,Sanza Pombo,Bailundo

A minha fotografia
Nome:
Localização: Parede, Portugal

terça-feira, maio 18, 2010

Memórias Africanas, Rádio Sim

17 de Julho de 2010. Convidado: Estrela Coimbra (ouvir)



Ela é uma sobrevivente como só as gentes de África conseguem ser. E tanto assim é que começou por enganar o destino quando veio ao mundo. Ela nasceu a 2 de Julho de 1948, teve morte aparente mas sobreviveu. O que se seguiu foi uma vida de luta e determinação. Fez um longo caminho, só. Sofreu as desilusões da vida, a saída da sua terra. Apesar de tudo, ainda arranja uma energia inesgotável para ajudar todos à sua volta e sempre com um sorriso na face. Ela é filha do investigador e antigo conservador do Museu de Angola em Luanda, Dr. Carlos Coimbra

10 de Julho de 2010. Convidado: Henrique Cardão(ouvir)



Henrique Guerra Cardão é uma figura incontornável do automobilismo desportivo e um homem da rádio de Angola. Trabalhou no programa Luanda 63 até 74, na Rádio Eclésia. Um apaixonado por carros e competição que aos sete anos roubou o carro ao pai para conduzir. Tornou-se no mais antigo comentador de F1 do Mundo, com mais de 300 provas relatadas. Privou com os maiores condutores, como Ayrton Sena, a quem contava anedotas antes da grelha de partida. São muitas as memórias deste homem que vive entre Portugal e a Bélgica. Um mundo por descobrir, numa conversa de confissões

3 de Julho de 2010. Convidado: Ribeiro Cristóvão (ouvir)



A sua voz é inconfundível, não fosse ele um homem da rádio. Ele não nasceu em África, mas fez dela a sua terra e nela construíu uma família.Por ele ainda lá estava, no planalto do Huambo. Aventurou-se nos inícios do Radioclube do Luso, mais tarde voltou aos microfones em Nova Lisboa, onde o amigo Congo o ensinou nos primeiros relatos. Já em criança fazia relatos imaginados por si. Ele é um homem da comunicação, como há poucos. Guarda histórias que nós não vamos querer esquecer. Uma entrevista de quem todos os dias sonha com Angola

26 de Junho de 2010. Convidado: Humberto Pinho Gomes(ouvir)



Humberto dos Santos Pinho Gomes é um homem que nasceu, cresceu e viveu a maior parte da sua já longa vida em África. Os pais dele já lá tinham nascido. Os seus avós já para lá tinham nascido. Os bisavós foram fundadores e primeiros colonos da região sul de Angola. Um homem do desporto, um homem do Benfica. Por mais de 40 anos esteve ligado ao Benfica de Moçâmedes. Ele é sobretudo um exemplo, anónimo para uns, conhecido para outros , de um homem que viveu e fez uma vida em terras africanas

19 de Junho de 2010. Convidado: Tony Neves



António Manuel Santos de Sousa Neves é um missionário espiritano que está a preparar uma tese sobre o papel das missões religiosas na paz em África, em particular em Angola. Nasceu em Gondomar, mas desde cedo percebeu que a ajuda era a sua profissão. Pediu para ir para África. Esteve em Angola, Guiné, S.Tomé (onde quase morreu) e Moçambique. Um homem empenhado em constantes projectos com os países africanos de língua portuguesa. Uma conversa para aprender e perceber o que move pessoas como ele a ajudar outros povos

12 de Junho de 2010. Convidado: Eduardo Nascimento (ouvir)



Eduardo da Conceição Elias Alves do Nascimento é um angolano que representou Portugal no concurso da Eurovisão com a canção "Oiçam". A sua voz correu Mundo e a sua vida encheu-se de memórias. Hoje é um empresário da aviação, onde trabalhou como comissário durante anos, mas é sobretudo um homem de muitas histórias e confissões para ouvir. Entre elas o hino do MPLA, escrito por ele. Uma história que fica por contar. Uma conversa sobre aquilo que poucos sabem sobre este luandino de voz grave

5 de Junho de 2010. Convidado: Bana(ouvir)



Adriano Gonçalves, Bana, nasceu no Mindelo, Ilha de S. Vicente , Cabo Verde em 5 de Março de 1932.Oriundo de uma família humilde, o seu grande sonhou era sair de Cabo Verde para tentar um futuro. Desde pequeno que sabia o que queria fazer: cantar. Foi para Dakar, viveu na Holanda, trabalhou nos Estados Unidos e veio para Portugal. Uma entrevista cheia de revelações, do homem que ajudou gerações de músicos de Cabo Verde, de Cesária Évora a Dany Silva. Conta como se sentiu maltratado pela Valentim de Carvalho e sempre se negou a gravar na editora. Por entre a pobreza, a partida e a saudade, fica a vida de um homem que se transformou no embaixador da música do seu país

29 de Maio de 2010. Convidado: José Manuel Zenha Rela (ouvir)



Nasceu em 1935. É um homem que certo dia, pela mão dos pais, deixou o Porto a caminho de Angola. Formou-se em Economia mas acabou por ficar preso à Agricultura. Trabalhou para o Governo Português em Angola e depois da Indepêndencia foi convidado a continuar a trabalhar com o governo do MPLA. Respeitado pelo governo angolano, é ouvido com atenção sobre assuntos relacionados com o futuro do país e a sua agricultura. Escreveu vários livros sobre Angola e o futuro. Um português que é tratado como angolano mas que ainda hoje não sabe qual é a sua terra. Uma entrevista a um homem com um percurso singular

22 de Maio de 2010. Convidado: Jorge Manuel de Abreu Arrimar (ouvir)



Jorge Arrimar é um homem de estórias e da história. É escritor, poeta, historiador e amante de África. Nem poderia ser de outra forma, pois as origens da sua familia em África remontam ao séc. XVI. Nasceu em S. Pedro da Chibia, no Planalto da Huíla, em Angola. Na década de 70 foi um dos fundadores do Grucuhuíla (Grupo Cultural) e dirigiu um suplemento literário no Jornal da Huíla, no qual publicou os seus primeiros poemas. Trabalhou com o prestigiado etnólogo do sudoeste angolano, Carlos Estermann. Viveu ainda nos Açores e em Macau. Um eterno menino da Chibia


15 de Maio de 2010. Convidado: Eduardo Escudeiro da Naia Marques(ouvir)



Nasceu a 08 de Agosto de 1935 em Lourenço Marques e toda a vida dedicou-se, entre outras coisas, à arquitectura. São dele vários projectos de edifícios conhecidos de todos os moçambicanos: os cinemas Moçambique, em Nampula; o Planalto, em Vila Cabral ; o Cinema Vitória, na Beira, entre muitos outros. Um homem que, nos anos da guerra colonial e quando muitos tentavam escapar à tropa, pediu para ser incorporado. Teve de refazer a sua vida profissional por duas vezes e em dois países diferentes. Hoje vive entre cá e lá , quase metade do ano passa junto dos seus filhos, que não resistiram ao chamamento das origens e que voltaram para o local onde tinham sido crianças. Um arquitecto, escritor e poeta.

5 Comments:

Anonymous José Sousa said...

Olá... descobri este blog e vou seguilo. Gostei do que ele nos oferce. Muito bom.
Conhça tambem os meus.
www.congulolundo.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com

Um abração

6:34 da tarde  
Blogger Paulo Salvador said...

Caro José Sousa, mas para ouvir tem de ir a www.recordarangola.com

Obrigado

12:20 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Caro Paulo,

Já lhe enviei o mesmo e-mail várias vezes, desde 20 de Abril passado, conforme combinado, para "salvadortvi@gmail.com", mas não obtive resposta alguma.

Gostaria de saber se o recebeu.

Um abraço,
Carla da Silva Pereira

4:35 da tarde  
Blogger José Sousa said...

Fiquei deslumbrado não só com seu blog, como também pelas suas postages, maravilha!!!
Conheça os meus em:
www.congulolundo.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com

Um abração do tamanho do mundo.

7:47 da tarde  
Blogger Paulo Salvador said...

Caro José Sousa

Muito obrigado pelas suas palavras.
Visitei o seu blogue que muito me surpreendeu.
Gostaria de falar consigo

Um abraço

4:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home