Recordar Angola. Fotografias e histórias. Books and photos, livros e memórias

Ambriz, Ambrizente, Benguela, Caála,Cabinda,Caconda,Camambatela, Cambambe, Carmona(Uíge),Catumbela,Cela,Chiloango,Chingorói,Chinguar,Cubal,Cuchi,Cuíto,Cuma, Cunene, Dirico, Dondo, Dundo,Gabela,Ganda,Camacupa Saurino,Landana,Lobito,Longonjo,Luacho,Luanda, Luso, Malanje,Mavinga, Moçâmedes(Namibe), Moxico, Mussungue, Negage, Nova Lisboa (Huambo),Nova Sintra(Catabola), Novo Redondo (Sumbe),Ongiva,Porto Alexandre,Porto Amboim,Ruacaná,Lubango,Salazar,Sanza Pombo,Bailundo

A minha fotografia
Nome:
Localização: Parede, Portugal

terça-feira, setembro 14, 2010

25 de Setembro de 2010. Convidado: João Sena (ouvir)



O tenente-coronel João Sena nasceu na Meimoa (Beira-Baixa), tendo crescido, estudado e vivido durante toda a sua infância, juventude e mocidade, no Fundão. Durante 10 anos comandou tropas em combate em Angola e Moçambique. Após o 25 de Abril a estrutura militar prendeu-o na Madeira. Mais tarde andou por Espanha, Rodésia, China, Argentina e Macau, até que conseguiu regressar a Portugal. Hoje está reformado e a viver em Lisboa, onde vai escrevendo histórias e livros. Ele é o "Caçador de Brumas" e garante que África de que fala só existe na sua cabeça, é uma utopia


18 de Setembro de 2010. Convidado: Jardo Muekalia (ouvir)



Nasceu em Citalela, Mungo, zona do planalto do Huambo. Filho de um professor e pastor evangélico, ainda uma criança juntou-se a um dos movimentos políticos angolanos e foi para o mato para combater.Foi representante da da UNITA em Londres e Whashington. Participou nas negociaçoes de paz e nas reuniões que preparam a guerra. Uma conversa sobre os bastidores da história recente de Angola contada por quem participou no processo histórico. Autor da obra "Angola: a segunda revolução, memórias da luta pela democracia"


11 de Setembro de 2010. Convidado: Óscar Cardoso (ouvir)



Óscar Aníbal Piçarra de Castro Cardoso é o homem que a 25 de Abril de 1974 era Inspector-Adjunto da Pide-DGS e responsável pelos serviços de informação em Angola e Moçambique.Nasceu em Lisboa, a 10 de Junho de 1935. Pertenceu à Mocidade Portuguesa, Legião Portuguesa, GNR e Exército. Foi ele que criou os Flechas, no Sul de Angola. Atribuiem-lhe mortes e torturas ao serviço da Pide, mas ironicamente em 1992 foi-lhe atribuída uma pensão vitalícia por serviços distintos prestados à Pátria

segunda-feira, setembro 06, 2010

Memórias Africans de regresso

4 de Setembro de 2010 Convidado: Celestino Gonçalves (ouvir)



Tem 78 anos, fiscal de caça chefe em Moçambique e uma vida dedicada à Gorongoza. Ultrapassou ameaças e ataques porque defendia os animais. Nasceu perto de Leiria, mas o seu coração está sempre lá. Uma entrevista à volta das memórias de Moçambique. Um homem que aprendeu a ajudou Moçambique a defender o seu património natural