Recordar Angola. Fotografias e histórias. Books and photos, livros e memórias

Ambriz, Ambrizente, Benguela, Caála,Cabinda,Caconda,Camambatela, Cambambe, Carmona(Uíge),Catumbela,Cela,Chiloango,Chingorói,Chinguar,Cubal,Cuchi,Cuíto,Cuma, Cunene, Dirico, Dondo, Dundo,Gabela,Ganda,Camacupa Saurino,Landana,Lobito,Longonjo,Luacho,Luanda, Luso, Malanje,Mavinga, Moçâmedes(Namibe), Moxico, Mussungue, Negage, Nova Lisboa (Huambo),Nova Sintra(Catabola), Novo Redondo (Sumbe),Ongiva,Porto Alexandre,Porto Amboim,Ruacaná,Lubango,Salazar,Sanza Pombo,Bailundo

A minha fotografia
Nome:
Localização: Parede, Portugal

segunda-feira, maio 07, 2012


António Dias da Cunha nas Memórias Africanas, com Paulo Salvador

5 de Maio de 2012. Convidado:António Dias da Cunha(ouvir)


António Augusto Serra Campos Dias da Cunha nasceu na Beira em 1933. Veio estudar para Portugal mas nunca perdeu ligação a Moçambique. Apaixonou-se pelo Sporting com cinco anos e por causa de um vizinho ciclista. Mais tarde viria a ser presidente daquele clube. O seu pai foi o fundador do grupo Entreposto. Hoje Dias da Cunha passa os dias por entre Portugal e Moçambique onde ainda tem negócios. Foi ele que levou uma famosa carta ao presidente Chissano para que a paz fosse negociada com a Renamo. Nesta conversa, algumas revelações históricas, uma delas ligada ao processo da barragem de Cabora Bassa. Dias da Cunha revela o que Samora propôs a Portugal e o que os políticos de então não quiseram aceitar. Conheceu a sua actual mulher ainda ela usava bibe. A não perder...